Terça-feira, 29 de Abril de 2014

Hoje, Bom Deus, quero agradecer-Te, porque, cada vez que uma Comunidade resolve, verdadeiramente, viver numa unidade comum, o Reino de Deus ganha cheiro, cores e tato.

Há 3 semanas, saímos daqui de coração cheio, por termos visto parte dos frutos da nossa Comunhão, através da venda solidária.

Hoje, é dia de entrega, de vermos mais frutos, em forma de entrega.

Agradeço-te, porque sei que, se deixarmos que nos construas como Comunidade, a partilha, do que somos e do que temos, se há-de tornar cada vez mais uma constante, a ponto de nos dar a Paz, aquela que vem de Ti: uma Paz desinquietante, de quem Te vê como a razão mais válida para viver, de quem quer ser ao jeito de Jesus com todas as consequências que isso implica.

Agradecemos-Te, porque mesmo quando Te abandonamos, voltas até nós, chamas-nos de novo, diriges os nossos olhos para que vejamos e pedes-nos para que aceitemos ser construtores da Tua Paz.



publicado por Micaela Madureira às 22:14 | link do post | comentar

Domingo, 20 de Abril de 2014

Hoje, fui à Eucaristia às 17h, na Trindade.

Não chegámos bem, bem às 17h, mas assim um minutinho ou dois atrasados. Por isso, ainda íamos no pátio e já ouvíamos "Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou...Aleluia", assim como um eco distante.

Entrei na igreja a pensar que é mesmo assim. Vai-nos chegando um eco antigo, coisa para ter uns 2000 anos, que vai insistindo em dizer-nos "Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou..."

 

Hoje, não posso deixar de perguntar: que eco tem em nós que Deus ressuscitou Jesus, o Nazareno Crucificado?

 

 



publicado por Micaela Madureira às 18:55 | link do post | comentar

Sábado, 19 de Abril de 2014

Que te diz o Silêncio?



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014
Co-move-te com a Fidelidade de Jesus ao Projecto de Deus.

 



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Quando vais deixar que Deus te sirva como Ele quer?



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014
O que é preciso para traíres Cristo?

 



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Terça-feira, 15 de Abril de 2014

Aprende a seguir Jesus. Nunca te convenças de que já o segues inteiramente.



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14 de Abril de 2014
Não arranjes desculpa para não te comportares com paixão e entrega ao Teu Senhor e Teu Dono.

 



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Domingo, 13 de Abril de 2014

Não te deixes encantar pelos aplausos e louvores. Quando forem muitos, é tempo de discernires em Comunidade se o caminho que estás a fazer ainda é de Deus.



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Ontem, terminou a Quaresma. Um tempo que vivemos por aqui com muitas partilhas.
Para a Semana Maior, escolhi mastigar todos os dias pequenas frases, pequenos desafios.
Podia guardá-las para mim, para os meus exercícios de Semana Maior, mas acho melhor partilhá-las, para se forem úteis a alguém.
 
Às 6h30 de cada dia, serão publicadas.

 



publicado por Micaela Madureira às 00:00 | link do post | comentar

Sábado, 12 de Abril de 2014



publicado por Micaela Madureira às 21:47 | link do post | comentar

"Mas, ai de mim! Que digo? Acusando os outros de ingratidão, eu me condeno a mim mesmo, já que o meu procedimento para convosco foi pior que o deles. Contudo, vossa misericórdia me dá coragem; sei que ela me suportou tanto tempo, a fim de me perdoar e de me abrasar com vosso amor, com a única condição de que eu queira me arrepender e amar-vos."

Santo Afonso, Novena de Natal



publicado por Micaela Madureira às 18:30 | link do post | comentar

Bom Deus,  guia-me sempre no caminho da Luz, no caminho do bem, do amor e da  compreensão para com o outro, no caminho até Ti, pois, só assim continuarei a ser feliz. Peço-te que  ilumines aqueles que se encontram ainda nas trevas, ou que julgam estar na Luz quando ainda não o estão, para que encontrem o verdadeiro caminho até Ti, até ao Amor.

Obrigada Bom Pai por me amares e me ensinares a amar o próximo, por  iluminares o meu caminho e dissipares as trevas, por me tornares uma pessoa feliz e por me guiares, pois assim sei com quem vou e onde vou, vou Contigo até Ti. 

 

Juliana Vaz



publicado por Micaela Madureira às 12:30 | link do post | comentar

"As trevas estão a passar e brilha já a luz verdadeira. Quem diz que está na luz e odeia o seu irmão, ainda se encontra nas trevas. Quem ama o seu irmão permanece na luz, e não há nele ocasião de pecado." (1 Jo 2, 8b-10)



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11 de Abril de 2014

E o anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para o lado do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta.
E levantou-se, e foi; e eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para adoração,
Regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías.
E disse o Espírito a Filipe: Chega-te, e ajunta-te a esse carro.
E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês?
E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse.
E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, Assim não abriu a sua boca.
Na sua humilhação foi tirado o seu julgamento; E quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra.
E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro?
Então Filipe, abrindo a sua boca, e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus.
E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado?
E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.
E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou.



Atos dos Apóstolos 8:26-38



publicado por Micaela Madureira às 18:30 | link do post | comentar

O profeta Isaías, na altura do fim do exílio na Babilónia (+/- 500 a.C.), testemunhou com a figura do Servo de Yahvéh, a ação de Deus na História … Muitas expressões dos Cantos do Servo de Isaías foram associadas à morte de Jesus, para o associar a esta linguagem de Fé segundo a qual Deus quando “entra na história” para cuidar e salvar um servo Seu, não vem apenas “para” ele mas, “através” dele, chega para todos. Este Servo Sofredor de Yahvéh é assim uma imagem de Fidelidade rejeitada, sofredora e, inexplicavelmente, redentora. A Redenção não foi um momento de sacrifício e sofrimento que agradou a Deus e nos salvou a nós... A Redenção é uma pessoa, Jesus mesmo, na sua tão concreta maneira de existir, que continua a fazer tudo o que está ao Seu alcance para nos levar a ser felizes.

Viver a Semana Santa que se avizinha significa entrar cada vez mais na lógica de Deus, na lógica da Cruz, que não é em primeiro lugar a da dor e da morte, mas do Amor e do dom de si que dá Vida.

 Seguir, acompanhar Jesus, permanecer com Ele exige um «sair». Sairmos de nós mesmos, de um modo de viver a fé cansado e rotineiro, da tentação de nos fecharmos nos nossos esquemas, que acabam por fechar o horizonte da obra criativa de Deus. Deus saiu de si mesmo para vir ao meio de nós, montou a sua tenda entre nós, para nos trazer a sua misericórdia que salva e dá esperança. Também nós, se quisermos segui-lo e permanecer com Ele, não devemos contentar-nos em permanecer no recinto das noventa e nove ovelhas, mas temos que «sair», procurar com Ele a ovelha tresmalhada, a mais distante. Sairmos de nós, como Jesus, como Deus saiu de si mesmo em Jesus, e Jesus saiu de si próprio por todos nós.

Abbá, papá!

Ajuda-me a sair de mim mesma,

Deixa-me viver esta pertença a Jesus como serva da mesma Palavra que Ele.

Se eu não consigo ser uma serva da Tua Palavra, de que vale a minha vida?

Deixas-me?

Confio em Ti


Alexandra Esteves


publicado por Micaela Madureira às 12:30 | link do post | comentar

"Vede como vai prosperar o meu servo: subirá, elevar-se-á, será exaltado. Assim como, à sua vista, muitos se encheram de espanto – tão desfigurado estava o seu rosto que tinha perdido toda a aparência de um ser humano – assim se hão-de encher de assombro muitas nações e diante dele os reis ficarão calados, porque hão-de ver o que nunca lhes tinham contado e observar o que nunca tinham ouvido. (Is 52, 13-15)



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10 de Abril de 2014

"Eu vos amo, ó meu Redentor amado, e espero tudo pelos méritos do vosso sangue derramado por mim."

Santo Afonso, Estado religioso



publicado por Micaela Madureira às 18:30 | link do post | comentar

Bom Dia, meu Sol!

ou...

Bom Dia, meu Yeshu! (como te chamavam os primeiros que andaram contigo)

 

Está quase a chegar aquela semana especialíssima, a Maior Semana de todo o Ano, e já estou aqui a contar os dias que faltam para a vivermos todos, de alguma maneira, “em família”. Uma família daquelas que não está ligada pelo mesmo sangue mas pela mesma seiva do teu Espírito... todos juntos somos como uma árvore, ou como uma videira, onde a seiva que corre nas veias de todos é a Vitalidade sempre nova do teu Espírito Amante e Humanizante... Espírito Santo... Ruah do Abba.

 

Hoje chamo-te também Tecelão, meu Yeshu... por causa dessas veias que precisam de ser tecidas entre nós, para que o Espírito passe e repouse entre nós como repousa sempre em ti.

Hoje chamo-te Tecelão porque queremos precisar da tua fina habilidade de tecer entre nós canais, pontes, portas, janelas, caminhos que nos ajudem a ter olhos, sorrisos, mãos e braços abraçados de irmãos...

 

És O Tecelão,

como quem dizia, nos primeiros Tempos deste Tempo Novo:

És O Mediador - O Sumo Sacerdote... através de quem temos a certeza absoluta de nos tornarmos todos irmãos, com um Pai comum... o teu Abba. Esse Deus rebelde, incapaz de se estabelecer quieto e sossegado dentro de um Templo ou de uma Igreja qualquer, inocuamente à espera de bonitos rituais ou jejuns sem sentido familiar, onde não se fale linguagem familiar, onde não se faça festa com cânticos felizes...

 

És O Tecelão que eu quero na minha vida

És O Tecelão que eu quero na vida de todos os que me rodeiam, com pontos mais próximos ou mais longos de mim... só quero ter a certeza de que um Dia estaremos todos ligados por ti.

 

E quais são os Sinais que estás presente, Yeshu, entre nós, a tecer-nos?

- aquela bacia de água, o serviço que todos devemos uns aos outros

- aquela única mesa (nunca mais altar de sacrifícios). Uma única mesa larga e espaçosa o suficiente para que Todos tenham aí lugar

- aquele único pão que é rasgado, que és tu, que sou eu, que é o meu irmão que se dá, se parte e se reparte, a dar-se e entregar-se a todos e por todos. Um pão que mata as fomes que temos neste tempo ainda cheio de dias.

- aquele único copo de vinho, o que nos alegra na festa da Vida que é preciso começar e recomeçar sempre... uma alegria que é como o sangue, a seiva que corre dançante por entre os canais tecidos por ti, meu Yeshu, Tecelão, quem eu  fiz meu Senhor e meu Dono.

 

Susana Braguês

 

 



publicado por Micaela Madureira às 12:30 | link do post | comentar

"Tendo nós um eminente sumo sacerdote eminente que penetrou nos Céus, Jesus, Filho de Deus, permaneçamos firmes na profissão da nossa fé. Na verdade, nós não temos um sumo sacerdote incapaz de Se compadecer das nossas fraquezas. Pelo contrário, Ele mesmo foi provado em tudo, à nossa semelhança, excepto no pecado." (Hebr 4, 14-15)



publicado por Micaela Madureira às 06:30 | link do post | comentar

mais sobre mim
Contacta-nos!
Centro.Catequese.Sto.Afonso@Gmail.com
Também podes encontrar-nos aqui:

Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Hoje, começa uma nova era

Ser próximo é fazer-se pr...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Natal - Dia 26

Advento - Dia 25

Advento - Dia 24

links
arquivos

Junho 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

1.º volume (2014/15)

2.º volume (2014/15)

3.º volume (2014/15)

acção de graças

aniversários

boas notícias da semana

catequeses conjuntas

celebrar aqui... ao entardecer

com afonso

desenhos - geral

férias

festas

festival jota

newsletter

profissão de fé

quaresma 2014 - caminhada de oração

retiro

semanário do 1.º volume (2013/2014)

união

via lucis

via lucis 2013

via sacra 2011

via sacra 2012

via sacra 2013

todas as tags

Nº de visitas:
Website counter
subscrever feeds