Sábado, 8 de Setembro de 2012

Nos últimos tempos, dentro da Eucaristia, a Liturgia da Palavra tem-me tocado de uma forma nova.

Algumas vezes, tenho partilhado aqui algumas das leituras do Domingo anterior, por isso mesmo. Outras, penso fazê-lo e, depois, imersa no dia-a-dia, não o faço.

Acima de tudo, tenho-me sentido "acusada" e desafiada por muitas leituras.

Além disso, é como se várias vezes, um Domingo me recordasse o anterior, o completasse.

Sinto que estou a viver uma fase em que procuro a minha unidade. Sinto que ando (andamos), muitas vezes, dispersa (dispersos). 

Nos últimos tempos, dei por mim a pensar na ligação entre a "Micaela pessoa", a "Micaela catequista (ou ex-catequista)", a "Micaela que vai à eucaristia", a "Micaela que lê romances", a "Micaela trabalhadora", a "Micaela que escreve", a "Micaela que faz posts no Dividir para Multiplicar", a "Micaela que usa o facebook", a "Micaela...". Ok, acho que já perceberam a ideia.

Sinto uma necessidade imensa de unidade, que é como quem diz: quem sou eu? Para alguém que, como eu, raramente está sem fazer nada, às vezes, pode haver a tentação tremenda da definição através do que faz e não do que é.

No fundo, quero descobrir quem sou, que talentos, que tentações, que defeitos, que medos, que angústias...

Acredito que isso me vai potenciar saber as razões por que faço e os objectivos com que faço uma série de coisas. Quem sabe, descobrir também que algumas faço por hábito apenas. Quem sabe, descobrir outras que não faço, mas têm tudo a ver com aquilo que sou, com o melhor de mim mesma, e que, por isso, devia começar ou recomeçar a fazê-las.

 

O que têm as leituras de Domingo a ver com tudo isto?

Essencialmente, duas coisas:

  • Têm-se mostrado profundamente unas para mim, quer dentro de um mesmo Domingo, quer entre Domingos. Por exemplo, o último Domingo e o anterior, para mim, parecem um só. É como se professar a Fé em Deus, escolher o nosso Deus, fosse o mesmo que escolher um jeito de vida. De tal forma que me apetecia pôr aqui a mesma imagem da semana anterior, a mesma pergunta: "Sê sincero contigo mesmo: se acreditasses verdadeiramente em Deus, há muito que os outros se teriam dado conta."
  • Muitas vezes, parece que "encaixam" na perfeição neste desafio de descoberta. Como já disse, são "acusação" (no sentido de me mostrarem clarinhos como água traços meus que não são de filha de Deus BOM) e de desafio a destruir o que não é ao seu jeito e deixar o Espírito de Deus reconstruir-me.
Feita esta introdução profundamente pessoal, partilho convosco excertos reordenados das leituras do último Domingo.
Porquê reordenados? Porque foi assim que fizeram sentido para mim, que foram uma só coisa para mim.
Porque os partilho? Porque, quem sabe, poderão ser desafio para mais alguém.
A letra deixa de ser morta, quando o Espírito lhe dá Vida.
"Sede cumpridores da palavra e não apenas ouvintes, pois seria enganar-vos a vós mesmos."
(Tg 1, 22)
Os fariseus e os escribas perguntaram a Jesus: «Porque não seguem os teus discípulos a tradição dos antigos, e comem sem lavar as mãos?». Jesus respondeu-lhes: «Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito: ‘Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim. É vão o culto que Me prestam, e as doutrinas que ensinam não passam de preceitos humanos. Vós deixais de lado o mandamento de Deus, para vos prenderdes à tradição dos homens». Depois, Jesus chamou de novo a Si a multidão e começou a dizer-lhe: «Escutai-Me e procurai compreender. Não há nada fora do homem que ao entrar nele o possa tornar impuro. O que sai do homem é que o torna impuro; porque do interior do homem é que saem as más intenções: imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, cobiças, injustiças, fraudes, devassidão, inveja, difamação, orgulho, insensatez. Todos estes vícios saem do interior do homem e são eles que o tornam impuro». (Mc 7, 5-8.14-15.21-23)



Quem habitará, Senhor, no vosso santuário?


O que vive sem mancha e pratica a justiça
e diz a verdade que tem no seu coração
e guarda a sua língua da calúnia.


Quem habitará, Senhor, no vosso santuário?

 

O que não faz mal ao seu próximo,
nem ultraja o seu semelhante;
o que tem por desprezível o ímpio,
mas estima os que temem o Senhor.

 

Quem habitará, Senhor, no vosso santuário?


O que não falta ao juramento,
mesmo em seu prejuízo,
e não empresta dinheiro com usura,
nem aceita presentes para condenar o inocente.
Quem assim proceder jamais será abalado.

[Salmo 14 (15), 2-3a.3cd-4ab.5 (R. 1a)]



publicado por Micaela Madureira às 10:23 | link do post | comentar

Sábado, 1 de Setembro de 2012



"Naqueles dias, Josué reuniu todas as tribos de Israel em Siquém. Convocou os anciãos de Israel, os chefes, os juízes e os magistrados, que se apresentaram diante de Deus. Josué disse então a todo o povo: «Se não vos agrada servir o Senhor, escolhei hoje a quem quereis servir: se os deuses que os vossos pais serviram no outro lado do rio, se os deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha família serviremos o Senhor». Mas o povo respondeu: «Longe de nós abandonar o Senhor para servir outros deuses; porque o Senhor é o nosso Deus, que nos fez sair, a nós e a nossos pais, da terra do Egipto, da casa da escravidão. Foi Ele que, diante dos nossos olhos, realizou tão grandes prodígios e nos protegeu durante o caminho que percorremos entre os povos por onde passámos. Também nós queremos servir o Senhor, porque Ele é o nosso Deus»." (Jos 24, 1-2a.15-17.18b)



"Naquele tempo, muitos discípulos, ao ouvirem Jesus, disseram: «Estas palavras são duras. Quem pode escutá-las?». Jesus, conhecendo interiormente que os discípulos murmuravam por causa disso, perguntou-lhes: «Isto escandaliza-vos? E se virdes o Filho do homem subir para onde estava anteriormente? O espírito é que dá vida, a carne não serve de nada. As palavras que Eu vos disse são espírito e vida. Mas, entre vós, há alguns que não acreditam». Na verdade, Jesus bem sabia, desde o início, quais eram os que não acreditavam e quem era aquele que O havia de entregar. E acrescentou: «Por isso é que vos disse: Ninguém pode vir a Mim, se não lhe for concedido por meu Pai». A partir de então, muitos dos discípulos afastaram-se e já não andavam com Ele. Jesus disse aos Doze: «Também vós quereis ir embora?». Respondeu-Lhe Simão Pedro: «Para quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. Nós acreditamos e sabemos que Tu és o Santo de Deus»." (Jo 6, 60-69)




publicado por Micaela Madureira às 21:06 | link do post | comentar

mais sobre mim
Contacta-nos!
Centro.Catequese.Sto.Afonso@Gmail.com
Também podes encontrar-nos aqui:

Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Hoje, começa uma nova era

Ser próximo é fazer-se pr...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Caminhada de Natal - Dia ...

Natal - Dia 26

Advento - Dia 25

Advento - Dia 24

links
arquivos

Junho 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

tags

1.º volume (2014/15)

2.º volume (2014/15)

3.º volume (2014/15)

acção de graças

aniversários

boas notícias da semana

catequeses conjuntas

celebrar aqui... ao entardecer

com afonso

desenhos - geral

férias

festas

festival jota

newsletter

profissão de fé

quaresma 2014 - caminhada de oração

retiro

semanário do 1.º volume (2013/2014)

união

via lucis

via lucis 2013

via sacra 2011

via sacra 2012

via sacra 2013

todas as tags

Nº de visitas:
Website counter
subscrever feeds